Série que deixou saudade: Dexter



Uma das séries que eu mais tenho saudade com certeza é Dexter. A série é baseada na obra de Jeff Lindsay, "Darkly Dreaming Dexter" e é uma série de drama/suspense que retrata a vida do analista forense em amostras de sangue que trabalha para o Departamento de polícia do condado de Miami, mas não pense que este é o foco, o foco é que Dexter tem uma vida dupla e por trás dessa vida pacata que aparenta, Dexter é um serial killer

A diferença é que Dexter foi ensinado por seu pai adotivo Harry, que percebeu sua tendência homicida, que deveria matar apenas pessoas que realmente merecessem morrer, àqueles que a polícia não consegue trazer à justiça, que estão sempre praticando crimes e saindo ilesos.

O que mais surpreende, com certeza, é o jeito como "caça" suas vítimas, Dexter sempre planeja meticulosamente seus assassinatos, pois tem como regra número um no "código Harry" não ser pego.

Como psicopatas não tem sentimentos, Dexter teve que aprender como fingir emoções e demonstrar ser uma pessoa normal, ele cria uma vida como fachada para esconder sua verdadeira personalidade e jamais levantar suspeitas.

A série foi de 2006 à 2013.

Principais personagens: 
Dexter Morgan (Michael C. Hall) 
Debra Morgan (Jennifer Carpenter) 
Rita Bennet Morgan (Julie Benz) 
Maria LaGuerta (Lauren Vélez) 
Angel Batista (David Zayas) 
James Doakes (Erik King) 
Vince Masuoka (C.S. Lee) 
Joseph "Joey" Quinn (Desmond Harrington) 
Harry Morgan (James Remar)



Siga o blog nas redes sociais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário