Agora é hora de sair de casa?


Desde que eu voltei a morar com minha família eu quero morar sozinha novamente, pra quem não sabe quando terminei o ensino médio morei um semestre em Passo Fundo, RS, morei um tempinho em Canela, RS e morei 3 anos e meio em Chapecó, SC. E aí passando pela internet o trecho de um texto prendeu minha atenção e me deixou pensativa:

"Agora é a hora de sair de casa! Sério, esta é a época da sua vida quando você vai ter menos coisas te prendendo. Você não tem filhos, sua família não está te amarrando e você pode ser mais flexível quando se trata de relacionamentos; a sua carreira também é jovem o bastante para que você não tenha um emprego que te prenda TANTO assim. Então se você já quis morar em qualquer lugar — na cidade, no interior, SEJA O QUE FOR — pense seriamente em fazer essa mudança agora. Onde há vontade, há um caminho a seguir."

Parece até que alguém escreveu isso pra mim e realmente, acho que essa é a época da minha vida pra fazer isso, quando penso no assunto fico muito dividida, não queria deixar minha mãe "sozinha", mas por outro lado sei que tenho que pensar em mim, na minha felicidade. Eu espero iniciar 2015 já com uma decisão em mente.

"Vou porque preciso conhecer o mundo. Vou porque as fotografias não me satisfazem: preciso dos ares, dos arredores, dos autores. Mais do que a história de cada lugar, preciso conhecer quem narra o que é escrito. Conhecer as distâncias e fazer parte do dia-a-dia, ser vizinha de seu povo, me perder em suas ruas, tropeçar em suas pedras, provar da sua comida e falar sua língua. Ser meretriz em Barcelona, apaixonada em Veneza, livre em Paris. Me casar em Dublin, ser traída em Moscou, esquecer em Roma. Ter um apartamento grande com quartos e salas inúteis, um apartamento pequeno onde cada canto é casa, uma casa com sacada e janelas enormes que dão pro jardim.

É por isso que eu preciso ir embora. As roupas já não me cabem, o corpo já não me veste. O que eu sei já não me conforta. Sou doente de mim mesma e só consigo ser feliz quando deixo todas as minhas certezas e parto pro desconhecido. Porque partir é mais do que abandonar as origens, é se originar em outro canto e eu me reinvento todos os dias.

Vou porque o que tá lá fora me chama. Vou, nem que seja pra descobrir que meu lugar é aqui." (Verônica H.)

Siga as redes sociais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário